Página 5 de 7 PrimeiroPrimeiro ... 34567 ÚltimoÚltimo
Resultados 41 a 50 de 61

Tópico: Ik Multimedia - ARC 2 - Software correção de Sala

  1. #41
    Citação Enviado originalmente por Tamv Ver Mensagem
    DeMorgan, fiz um teste aqui no escritório com o Dirac Live, mas usando a própria entrada de microfone do computador (que é bem fraca) e o microfone do DSPEAKER calibrado.

    Fiz tudo muito rápido, sem me importar muito para o resultado final, e foi mais para ver como tudo funcionava e achei bem simples e intuitivo.
    Pena custar tão caro, não vai sair do trial aqui, rs.
    Meio puxado o custo, mas dependendo do problema e da correção, é uma saída melhor que trocar as caixas por exemplo.

    Na minha sala, por exemplo, as KEF 201/2 tocam melhor que as KEF Q900 na maioria dos quesitos.
    Contudo, com um pouco de tratamento acústico e o arc system 2 ativado, as KEF Q900 chegam muito perto do resultado puro das KEF 201/2, tendo a grande vantagem da maior extensão nos graves.

    Enfim... custo benefício é uma coisa complicada de avaliar.

    Eu estou esperando a minha nova interface de audio chegar (focusrite scarlett 18i20). A minha tc twin impact morreu, mas talvez tenha concerto.

    Outra questão relevante, por exemplo, é promessa da emotiva com o XMC-1 que afirma que entregará um produto com dirac de alta qualidade e ajustes no PC.
    Se for top mesmo, talvez, seja uma outra grande opção.

    Na realidade, eu, por exemplo, acho excelente o trabalho do audyssey xt32 no denon 4311, mas acho lamentável não poder ajustar a curva de calibração. O dynamic EQ faz um diferença muito positiva em volumes mais baixos, deixando o som equilibrado e cheio ao mesmo tempo. Já em volumes muito altos, acho que sobra um pouco nos agudos, talvez pela sala estar com com um tempo de reverberação um pouco alto.

  2. #42
    Quanto à utilização do computador para faz correção de sala com uso de plugin, como é o caso do Arc System 2 ou de outros sistemas, seria possível, por exemplo, processar todas as músicas previamente e depois tocá-las em outros dispositivo.

    Talvez isso soe meio confuso, mas, na prática, não há diferença se o processamento ocorre "real time" ou não.
    Virtualmente, é possível utilizar qualquer player ou até mesmo.

    Ou, o computador com o sistema de correção, por exemplo, pode estar em outro ambiente e tocar o fluxo de dados processados pela rede usando dlna.

    O que não falta é flexibilidade !

  3. #43
    Confesso que a solução da Dirac não me chamou a atenção por ser limitado à 24/96, o que talvez não altere nada em qualidade, mas ter q fazer eu configurar meu player para "downsamplear" meus arquivos para 24/96 é um pé no saco ...

    O arc 2, por usar plugin, acredito que não tenha essa limitação, certo DeMorgan ?

    Citação Enviado originalmente por DeMorgan Ver Mensagem
    Quanto à utilização do computador para faz correção de sala com uso de plugin, como é o caso do Arc System 2 ou de outros sistemas, seria possível, por exemplo, processar todas as músicas previamente e depois tocá-las em outros dispositivo.

    Talvez isso soe meio confuso, mas, na prática, não há diferença se o processamento ocorre "real time" ou não.
    Virtualmente, é possível utilizar qualquer player ou até mesmo.

    Ou, o computador com o sistema de correção, por exemplo, pode estar em outro ambiente e tocar o fluxo de dados processados pela rede usando dlna.

    O que não falta é flexibilidade !

  4. #44
    Acho que a escolha de 24bit 96khz deve ter relação de "trade off". Acho que é a resolução do DTS-HD, e deve ser até onde eles conseguiram eficiência no algorítimo deles.
    Não acho, contudo, que fiquem sem lançar uma atualização até o fim do ano resolvendo esse problema.

    Outro ponto legal que eu vi, é que a EMOTIVA vai lançar o processador dela com o DIRAC e, parece, que funcionará semelhante ao sistema do PC e o ao ARC da ARCAM que permite ajustar as curvas de EQ.

    Depois de testar o ARC System 2, o maior pecado do audyssey xt32 do Receiver é não permitir o ajuste das curvas de EQ sem possuir o audyssey pro que custa mais um bom dinheirinho. Por outro lado, tem o dynEQ que é uma vantagem.

    Enfim, não dá para agradar todo mundo, mas sou extremamente receptivo à essas novas soluções. Acho que veremos mais e mais produtos assim de agora para frente.
    Lembro que pouco tempo atrás, usb assíncrono era o "must" e agora tem um monte de interface chines já com solução exatamente igual, afinal, o chip com o código já está disponível para venda nos fabricantes de semicondutores e a implementação não é cara.

    Em tempo, estou ouvindo as minhas caixas novas, behringer 2031p (R$ 1080) e estou impressionado. O sweet spot é um pouco pequeno, mas o palco, definição, resolução, equilíbrio são ótimos. Lógico que falta alguma coisinha que tem nas KEF 201/2, por exemplo, a melhor sensação de preenchimento do ambiente, o palco mais amplo e etc. Levando em conta que um par de KEF 201/2 novo deve sair por mais de 10mil hoje, eu estou sim impressionado.

    Esperando agora chegar a interface do pc para começar o projeto de crossover digital com elas. O negócio promete.
    Última edição por DeMorgan; 21-03-14 às 09:58.

  5. #45
    DeMorgan,

    Antes de mais nada, parabéns pela aquisição. Eu já testei essas caixas e posso dizer que elas são extremamente apaixonantes, detalhadas, com agudos e médios muito gostoso, mas não consegui adaptar ela à mim pela falta de "punch", infelizmente ;/

    Sobre esse processador da Emotiva, eu decidi que não quero mais Processador e Player aqui em casa, ou é um ou outro, e por enquanto abri mão do meu processador ( av7005) para usar apenas o oppo-105, que já faz quase tudo que um processador faz, apenas com a falta de um EQ.
    No futuro, quando as mídias forem escassas, e tudo for por streaming, tenho certeza que minha única solução será um processador tipo esse da emotiva, mas por enquanto fico esperando que a Oppo lance um novo player adicionando algumas features, como hdmi 2.0 e adicione um Dirac ou Audyssey embutido (já enviei essa sugestão à eles).



    Citação Enviado originalmente por DeMorgan Ver Mensagem
    Acho que a escolha de 24bit 96khz deve ter relação de "trade off". Acho que é a resolução do DTS-HD, e deve ser até onde eles conseguiram eficiência no algorítimo deles.
    Não acho, contudo, que fiquem sem lançar uma atualização até o fim do ano resolvendo esse problema.

    Outro ponto legal que eu vi, é que a EMOTIVA vai lançar o processador dela com o DIRAC e, parece, que funcionará semelhante ao sistema do PC e o ao ARC da ARCAM que permite ajustar as curvas de EQ.

    Depois de testar o ARC System 2, o maior pecado do audyssey xt32 do Receiver é não permitir o ajuste das curvas de EQ sem possuir o audyssey pro que custa mais um bom dinheirinho. Por outro lado, tem o dynEQ que é uma vantagem.

    Enfim, não dá para agradar todo mundo, mas sou extremamente receptivo à essas novas soluções. Acho que veremos mais e mais produtos assim de agora para frente.
    Lembro que pouco tempo atrás, usb assíncrono era o "must" e agora tem um monte de interface chines já com solução exatamente igual, afinal, o chip com o código já está disponível para venda nos fabricantes de semicondutores e a implementação não é cara.

    Em tempo, estou ouvindo as minhas caixas novas, behringer 2031p (R$ 1080) e estou impressionado. O sweet spot é um pouco pequeno, mas o palco, definição, resolução, equilíbrio são ótimos. Lógico que falta alguma coisinha que tem nas KEF 201/2, por exemplo, a melhor sensação de preenchimento do ambiente, o palco mais amplo e etc. Levando em conta que um par de KEF 201/2 novo deve sair por mais de 10mil hoje, eu estou sim impressionado.

    Esperando agora chegar a interface do pc para começar o projeto de crossover digital com elas. O negócio promete.

  6. #46
    Levando em conta a característica flat, dependendo do ambiente, talvez fique com o som meio magrão mesmo.
    Mas afinal, para isso que usamos EQ, ou não ?


    Eu tenho aplicada algumas curvas de EQ nos meus ajustes. No momento eu estou usando uma curva similar à sugerida nesse artigo:
    https://docs.google.com/file/d/0B97z...hl=en_US&pli=1

    Nada de som magrão, mas sim um som equilibrado e detalhado com boa extensão nos graves. Ótimo palco também.

    Sinceramente, comprei as caixas para teste depois que vi que algumas pessoas preferiram elas que as Orion do Linkwitz, mas não imaginava um resultado tão positivo por tão pouco. Lógico que existem "defeitos", mas isso começa pela sala que está longe de ideal também.
    Última edição por DeMorgan; 22-03-14 às 20:28.

  7. #47
    Citação Enviado originalmente por DeMorgan Ver Mensagem
    Levando em conta a característica flat, dependendo do ambiente, talvez fique com o som meio magrão mesmo.
    Mas afinal, para isso que usamos EQ, ou não ?


    Eu tenho aplicada algumas curvas de EQ nos meus ajustes. No momento eu estou usando uma curva similar à sugerida nesse artigo:
    https://docs.google.com/file/d/0B97z...hl=en_US&pli=1

    Nada de som magrão, mas sim um som equilibrado e detalhado com boa extensão nos graves. Ótimo palco também.

    Sinceramente, comprei as caixas para teste depois que vi que algumas pessoas preferiram elas que as Orion do Linkwitz, mas não imaginava um resultado tão positivo por tão pouco. Lógico que existem "defeitos", mas isso começa pela sala que está longe de ideal também.

    Você esta usando a mais preferida ? Uma reta decrescente de aproximadamente 1dB por oitava , é isso que esta usando como "target" Demorgan ?

  8. #48
    Acho que essa curva não chega exatamente um 1db por oitava, mas a minha é um pouco mais suave de forma a formar um bom compromisso entre as diversas gravações e não ter que ficar trocando a curva toda hora...

    Uma outra sugestão de curva é utilizar flat de 20hz a 1khz e depois uma curva linear decrescente de 1khz entre 20khz, atingindo essa última marca em -6db.

    Tem que testar no ambiente e nas músicas preferidas, vai do gosto do freguês.

  9. #49
    Se não me angano essa sua última sugestão é muito próxima de uma das calibrações automáticas dos Yamaha (YPAO) . Flat nas baixas e depois um roll off nas altas frequências , chamam de " Natural " . Queria muito plugar o laptop com ARC 2 no receiver bypassando o sistema DSP no mesmo com o função "pure direct " e ver o resultado em estereo. Sera que usando o microfone do proprio receiver no laptop com arc daria um resultado muito tosco ?


    Tem também o MathAudio Room EQ ( http://mathaudio.com/ ) com um plugin free pra quem usa Foobar ( acho que 90% do forum :) ) , ai só falta um mic decente
    Última edição por Toledo; 30-04-14 às 10:08.

  10. #50
    O problema é a falta de calibração do microfone.... Imprevisível o resultado. Talvez funcione nos graves

Permissões de Envio de Mensagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •