O Clube Hi-End foi criado a partir de um espaço fechado, onde os participantes eram cuidadosamente selecionados e aprovados.

Esta restrição tinha como objetivo evitar os principais problemas observados e bastante conhecidos que poluíam outros espaços, evitando que eles se repetissem aqui.
O objetivo inicial era ter um fórum restrito, onde pessoas mais equilibradas, maduras e imparciais pudessem se reunir de forma bastante informal (por isso a denominação de "Clube"), estreitando a amizade destes participantes e trocando experiências sadias sobre áudio Hi-End.

Infelizmente, o audiófilo brasileiro tem encontrado poucas opções sérias para leitura ou para troca de informações, e a idéia aqui era justamente excluir o fanatismo, o interesse pessoal e comercial, e evitar que este fosse mais um espaço contaminado por manifestações que visavam apenas tumultuar, criar polêmica, impor verdades, humilhar, mentir, comercializar produtos e serviços, vender ilusões e mentiras (tão comuns neste hobby) e desrespeitar outros membros, e que também não houvesse aqui a participação de membros "fantasmas" criados para alimentar estes mesmos interesses.

Como um primo distante do Hi-Fi Planet, a idéia de colocar um pouco de ordem e confiabilidade num hobby "massacrado" de fantasias e mentiras dos mais diversos tipos, criadas para os mais diversos interesses, foi estabelecida aqui como ponto básico de partida para este novo espaço.

É óbvio que a verdade muitas vezes incomoda, e alimentar ilusões é uma forma de obter grandes lucros e prestígio, e também para fortalecer o próprio ego.
Por isso, sofremos a invasão de alguns participantes que buscaram de todas as formas destruir este espaço, antes que ele pudesse ganhar a força que tem hoje.
Através de cruzamento de IPs (endereços de internet) e da colaboração de alguns participantes pudemos identificar estes "invasores", e aos poucos afastá-los do Clube.

Mas, ainda com a intenção acima, ou mesmo com os velhos vícios adquiridos em outros espaços, alguns participantes ainda optaram por manter uma conduta de desrespeito e de imposição dura e violenta de suas idéias, na forma de manifestações sempre tumultuadas, estando no centro de muitas das principais confusões que tivemos aqui.

Mesmo a minha intenção, mantida de forma bem evidente desde a criação do Hi-Fi Planet, de separar o que é verdade do que é mero artifício para favorecer algumas minorias, passou a ser alvo de críticas, chegando ao ponto de afirmarem até que algumas vezes desprezei a ciência para alimentar "verdades absurdas".
Com uma formação científica justamente na área onde se situa a tecnologia eletrônica, eu sempre busquei confrontar a ciência com os fatos, abrindo um paralelo para as duas linhas de pensamento.
Cansamos de mostrar aqui equipamentos caríssimos, vendidos como "estado de arte" do áudio, famosos, mas que internamente possuíam circuitos de um equipamento de custo bem inferior, vendido no mercado como Hi-Fi de entrada. Descobrimos artifícios que visavam confundir o consumidor, e também alguns efeitos práticos reais (subjetivistas), que antes restavam no campo da dúvida e da imaginação.
Descobrimos que estas percepções são muito pessoais, e que cada um pode entendê-la de uma forma diferente.
Concluímos que a distância que o mercado criou entre o "objetivismo" e o "subjetivismo" não é tão grande assim, e que há sempre uma explicação para qualquer fenômeno, afinal, equipamentos de áudio são criados por quem tem conhecimento técnico científico e os aplica em seus projetos, e não por "bruxos" que dão vida a caixinhas mágicas que surgem de um caldeirão de feitiçarias.

Porém, alguns participantes inconformados e persistentes passaram a provocar polêmicas e discussões, levando muitos participantes a até abandonarem o Clube.
Chegou ao ponto esta semana de um membro pedir uma opinião sobre um cabo e alguém desferir ofensas sobre a sua sanidade, insistindo que qualquer "coisa" funcionaria da mesma forma.
Ter a sua opinião não significa lotar tópicos com as mesmas frases de desprezo a quem possui uma idéia divergente da sua, mas alguns parecem não querer entender isso, e tivemos que editar muitas mensagens para evitar o que já cansamos de ver diariamente em outros espaços: CONFLITOS.

Mais uma vez, inconformados, fomos acusados de "censura".
Basta ver inúmeras discussões que tivemos neste Clube com posições bastante divergentes até em relação a linha de pensamento desta Administração e da Moderação, que prosperaram sem qualquer conflito, sem qualquer edição de mensagem e sem qualquer interferência da Administração/Moderação.
Mas, apesar da calmaria que vivíamos, alguns parecem ter se "cansado" de participar de forma respeitosa e educada, e passaram a rechear os tópicos com agressões a idéias que divergiam das suas, tumultuando os debates e alimentando provocações e discussões.

Não raramente passamos a encontrar críticas pessoais ou provocações à Administração/Moderação colocadas publicamente justamente com a intenção de polemizar e provocar mal-estar propositalmente.

Tudo isso nos levou à uma reflexão de quanto alguns "audiófilos" estão realmente amadurecidos para participarem de um grupo de discussão sem que qualquer debate termine numa queda de braços, onde alguém tem que ceder, tem que perder para alimentar o ego ou os interesses pessoais ou comerciais do agente provocador.

Estamos reavaliando o Clube, tentando identificar um caminho que possa restabelecer a intenção original da criação deste espaço, e fazer com que aqueles que não consigam se adaptar ao convívio maduro e equilibrado possam encontrar em outros espaços, mantidos com outras intenções, o lugar adequado para as suas participações indelicadas e desrespeitosas.

Talvez o Clube sofra mudanças profundas nos próximos dias, para que estas participações indesejadas, não pela Administração ou Moderação, mas por todos aqueles que buscam um espaço agradável para reunir amigos e trocar informações sobre um hobby em comum, possam ser finalmente evitadas neste espaço.

Sabemos que a maioria deste Clube anseia por um espaço mantido com a idéia original para o qual ele foi criado, e que apenas uma minoria alimenta o mal-estar já citado, o que pode ser visto em participações regulares e provocações repetitivas daqueles que buscam uma direção diferente. Isso é nítido, e facilmente percebido por todos. Os mesmos personagens são sempre os iniciadores da maioria das confusões.

Estamos buscando um espaço melhor para todos, pois um grande grupo de amigos ainda quer participar de um projeto assim. Para aqueles que não querem, e desejam alimentar os velhos vícios, sempre haverá um lugar onde se sentirão "em casa", mas que certamente não será aqui.