Página 1 de 5 123 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 49

Tópico: A Tensão Nominal em 127V

  1. #1

    A Tensão Nominal em 127V

    Este é o título de um artigo que me foi enviado ontem pela ByKnirsch (Audiophile News) da qual sou assinante eletrônico.
    Trata-se de um tema que já discutimos aqui em algumas oportunidades, e agora é abordado aqui.

    Como já comentei em outras oportunidades, fiz um tratamento elétrico dedicado ao som em minha sala/casa, desde a entrada do relógio de força (até as emendas dos fios da rede dos postes) até as tomadas de alimentação dos equipamentos, obviamente sem gastar a fortuna nas opções que alguns "entendidos" gostam de sugerir (normalmente cabos de força de valores absurdos).
    O resultado é uma diferença que se observa logo de cara (ou de ouvido ) na qualidade do som, que fica totalmente independente do cabo de força posteriormente utilizado. Muitos amigos já confirmaram que não se nota mais diferença de cabos em meu sistema, e que, portanto, deixou meu sistema imune àqueles "ajustes finos" e "correções" proporcionadas por estes cabos "esotéricos" milionários.

    Uma das coisas que fez uma grande diferença em meu sistema foi justamente adequar a tensão de alimentação da rede aos equipamentos, que passaram a fornecer uma sonoridade muito melhor, aquecer bem menos e trabalharem com mais precisão.
    Lembrando que já medi até 135V na minha rede de 117V e que alimenta equipamentos de 110V nominais. O exemplo que mais comento é de um amplificador Creek que eu usava no sistema principal, que tinha um som áspero nas altas frequências e esquentava demasiadamente (Classe A). Depois da adequação da alimentação, o som mudou para muito melhor, sumindo toda a aspereza que havia, e o aparelho passou a trabalhar levemente morno.
    E é sobre isso que este excelente artigo do Jorge aborda:

    A Tensão Nominal em 127V

    A tensão nominal da energia elétrica em 127V é, para nós, amantes do áudio, audiófilos ou melômanos, um problema muitas vezes não percebido com a devida clareza. Tomando como exemplo a cidade de São Paulo, cada bairro apresenta uma determinada tensão nominal, que poderá ser: 110V, 115V, 120V, 125V ou 127V. Portanto, esta pressuposta tensão de 127V da cidade deverá ser confirmada, para não vir a danificar os nossos equipamentos de áudio, vídeo ou home theater. Este problema existe também em várias outras cidades brasileiras, no interior de São Paulo, no Rio de Janeiro, Aracajú, Belém, Campinas, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, e por aí afora.

    Nossos equipamentos de áudio normalmente são importados, principalmente do mercado americano, onde a tensão padronizada é 120V/60Hz; ou procedentes do mercado inglês, onde a tensão padronizada para exportação é a de 115V/60Hz; ou, em menor freqüência, oriundos de alguma outra nação, como o Japão (100V/60Hz). Esses equipamentos, quando ligados à nossa rede elétrica com tensão nominal em 127V/60Hz, já estão 5,8% acima do valor americano de 120V/60Hz, ou 10,4% acima do valor inglês de 115V/60Hz. Conseqüentemente, acabam sofrendo um aquecimento maior do que o projetado, fato que, indubitavelmente, levará a uma redução da sua vida útil. Aparelhos que funcionam em uma temperatura mais alta sofrem uma fadiga mais rápida dos componentes, no tempo, o que pode acarretar danos antecipados de funcionamento dos mais variados. O mais evidente e comum é a parada de funcionamento por problemas na fonte de alimentação. Outros defeitos que também podem aparecer, por esta mesma razão, são, por exemplo, problemas no movimento de gavetas de cd-players, dvd-players, que abrem e fecham logo em seguida, ou que abrem e não conseguem mais responder ao comando de fechar, ruídos ou parada de funcionamento em um dos canais, zumbidos espúrios, linhas coloridas verticais/horizontais em TV e muitos outros.
    Além disso, se agora considerarmos as tolerâncias das tensões, a situação fica ainda mais crítica. Nos equipamentos em 120V ou em 115V, os fabricantes indicam, nos manuais, uma tolerância de + ou - 10%. No entanto, em algumas marcas, se verifica que esta tolerância, na realidade, é bem menor do que os 10%, pois nos seus países de origem a tensão da rede não varia mais do que uns 3%. Vindo para o Brasil, estas marcam encontram dificuldade de vingar no nosso mercado, uma vez que ocorrem muitas avarias nos seus equipamentos.
    Por outro lado, a tensão nominal de 127V possui, oficialmente, uma tolerância de +5% e de -9%, que muitas regiões do Brasil não observam, ultrapassando estes limites, principalmente para mais. Assim, por exemplo, existem regiões onde a tensão máxima de +5%, que deveria ser 133,3V, é extrapolada, podendo chegar até algo em torno de 140V. Neste caso, a diferença de tensão para um aparelho em 115V nominais, por exemplo, acaba chegando a + 21,7%, o que ultrapassa o limite do suportável para o equipamento levando-o, com certeza, à queima.
    Pela razão que acabamos de explicar aqui, ainda que de forma sucinta, recomendamos que os equipamentos de áudio sejam alimentados com uma tensão sempre menor do que a tensão nominal indicada nos seus gabinetes, para se evitar danos maiores aos aparelhos. Ou seja, para um equipamento inglês, em 115V, recomendamos que seja alimentado com uma tensão abaixo de 115V. E este valor poderá ir até os 10% abaixo da tensão nominal do aparelho, ou seja, até algo em torno de 103V! Da mesma forma, para equipamentos em 120V, a tensão de alimentação poderá ir até, inclusive, abaixo de 108V! Não há problema algum em se alimentar um aparelho com uma tensão mais baixa, pois não sofrerá dano e ainda funcionará normalmente, fato que desmistifica a crendice de que este procedimento prejudica a dinâmica.
    Para resolver este problema muito comum entre nós, fabricamos autotransformadores adaptadores de tensão de 130V para 115V em várias potências. Se vocês quiserem ter uma idéia da tensão da rede, na localidade onde estão, consultem sua conta de luz, onde devem vir marcadas as tensões nominais, máxima e mínima. Além disso, é recomendável também conferir a tensão na tomada, medindo-a com um multitester, ou com um voltímetro em AC, pois já constatamos indicações da conta de luz que não corresponderam às medições realizadas nas tomadas.
    Lembrem-se: quando ligarem um aparelho à energia elétrica, procurem alimentá-lo, de preferência, com uma tensão abaixo da tensão nominal indicada no seu gabinete! E não se esqueçam de polarizar corretamente a tomada!

    Ótimas audições a todos, aquele abraço! E até a próxima!


    © 2006-2016 Jorge Bruno Fritz Knirsch
    Todos os direitos reservados
    http://www.byknirsch.com.br


    Deixando de lado qualquer interesse comercial, já que o Clube Hi-End não mantém vínculos com qualquer fabricante ou revendedor, acredito que este artigo seja bastante esclarecedor e útil para as discussões que já fizemos anteriormente.

    Espero que o Jorge não se incomode com a reprodução de seu artigo neste espaço, mas se não aprovar esta publicação, providenciaremos a sua retirada imediatamente.

    Mais artigos da ByKnirsch (tem muitas coisas bacanas sobre música também):
    http://www.byknirsch.com.br/artigos.shtml
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  2. #2
    Pessoal, recebi esta mensagem de um amigo e achei bastante interessante também.
    Aproveito para agradecê-lo por esta colaboração:

    A variação de tensão no Brasil é de 5% ( 123,825 volts - 130,175 volts ) ou seja 2,5% a menos ou a mais ( resolução da ANEEL ).

    Toda companhia fornecedora é OBRIGADA a manter esse parâmetro 24hs por dia, na frequência de 60hz ( 0.2% de variação ( (0,1 - 0,1 ) ).

    Se a tensão que chega na sua casa não atende a esses parâmetros, faça o seguinte: abra um chamado na cia elétrica e anote o número do PROTOCOLO de atendimento. Faça isso algumas vezes no intervalo de um mês por ex. O ideal é contar com a ajuda de vizinhos da mesma rua ou bairro e usar os vários números de protocolo.

    Após esse registro dos protocolos ( ao menos três no intervalo de um mês ), abra um chamado na ANEEL com os números dos PROTOCOLOS... e faça a mesma reclamação. A Companhia fornecedora tem um prazo para normalizar essa variação de tensão ou sofrerá PESADAS MULTAS ( e outros tipos de punição como perda de concessão). Isso pega mal pra caramba pra qualquer distribuidora de energia do País!

    Pouquíssimas pessoas no Brasil sabem disso.
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  3. #3
    * Membro VIP *
    Data de Ingresso
    May 2012
    Localização
    Belo Horizonte,MG.
    Mensagens
    89
    Excelente Eduardo!!

    Gde abraço,

    Magno

  4. #4
    EM ALGUNS LARES A ALTA TENSÃO SE FAZ PRESENTE

    È UM PERGIGO E DÁ MUITO MEDO

    TENSAO.jpg


    TENSAO2.jpg

    Aqui em casa por conta de uma catucadinha com um dedinho
    meu tweter teve a bolinha central afundada e nunca mais voltou a ser como era ,estéticamente falando.
    Última edição por TUTUBARAO; 18-09-15 às 19:58.
    Este mês repararemos um erro e descontaremos 500 reais do seu salário.
    -É que no lugar de ir trabalhar vc está lendo o que escrevo.

  5. #5
    * Membro VIP * Avatar de Marcivs
    Data de Ingresso
    Jun 2015
    Localização
    Nova Petropolis
    Mensagens
    902
    Que perigo........

  6. #6
    Na minha sala gabrielzin n entra...

    Um dia fui entregar uma encomenda: o cliente veio acompanhado de um desses demonins...
    Recebi e despachei no portão.
    O cara num ligou nem prá falar se o produto tava bom ou ruim....

  7. #7
    Eduardo, fiquei muito curioso em saber como foi esse tratamento que realizou em sua residência, será que poderia compartilhar com detalhes essa experiência?

    Muito obrigado pelo post, moro em SBC e aqui a variação é gigante chegando aos 135 a noite, uso o panamax 5400 que reduz para os 120/125 o que é alto mas "menos pior" que deixar o sistema rodando com 135!

    Abraço!

    Enviado de meu XT1097 usando Tapatalk

  8. #8
    Membro Avatar de anddre
    Data de Ingresso
    Jul 2013
    Localização
    Teresópolis, RJ
    Mensagens
    356
    Pessoal,

    Eu abri um chamado na concessionária de energia daqui de Teresópolis, AMPLA, para que eu pudesse ter acesso aos valores máximos e mínimos mensalmente de forma a ter o controle dessas informações. Recebi hoje a resposta abaixo da mesma:

    Prezado André,

    Informamos que para sua solicitação, será necessário que o titular (ou seu representante legal) entre em contato e solicite a Verificação de Nível de Tensão da unidade consumidora.

    Após a solicitação, será enviado um comunicado (através de carta) com 48 (quarenta e oito) horas de antecedência da data da instalação da medição e, caso queira, poderá acompanhar o serviço. A Ampla instalará a medição e, por 7 (sete) dias, registrará os níveis de tensão de fornecimento para a necessária avaliação técnica. O prazo total deste serviço com resultado da análise é até 30 (trinta) dias úteis.

    Caso não seja constatada transgressão nos níveis de tensão, será cobrada uma taxa no valor de R$ 14,44 na conta de energia elétrica subsequente. Sempre que não for constatada transgressão nos níveis de tensão, a taxa é cobrada na conta de energia elétrica subseqüente, conforme estabelece o inciso III, do atrigo 102 da Resolução ANEEL n° 414 de 09/09/2010.


    Registro de atendimento n°.: 122252317.

    Participe da pesquisa de satisfação com o atendimento recebido. Sua opinião é muito importante para nós. Para iniciar sua avaliação, clique no link abaixo:

    http://atendimentoemailampla.questionpro.com

    Agradecemos o contato e estamos à disposição para esclarecimentos adicionais.

    Atenciosamente,
    Rafaela Fernandes
    Atendimento Virtual Ampla.
    Será que alguém da área jurídica poderia me ajudar a entender se:

    1. A informação de tensão máxima e mínima deveria constar de todas as contas de luz segundo regulamentação da Aneel? (vou abrir um chamado na Aneel e coloco aqui a resposta que receber)

    2. Se existe um custo para o caso de, após a concessionária ter rodado seus testes por 7 dias, não existir fornecimento fora dos padrões estabelecidos pela Aneel, existe algum ressarcimento quando detectado o fornecimento fora dos padrões?

    Um Forte Abraço,
    André
    "The man that hath no music in himself nor is not moved with concord of sweet sounds is fit for treasons, stratagems and spoils." - William Shakespare

  9. #9
    Membro Avatar de anddre
    Data de Ingresso
    Jul 2013
    Localização
    Teresópolis, RJ
    Mensagens
    356
    Pessoal,

    Dando prosseguimento ...

    Abri uma reclamação na Aneel explicando o caso e informei a operadora (AMPLA) dessa minha ação.

    A Aneel me respondeu hoje dizendo que apurou existir uma reclamação minha em aberto e, por conta disso, abriu uma reclamação sobre o caso diretamente na Ouvidoria da Ampla. A Aneel me pediu que agora aguarde uma resposta da Ouvidoria da Ampla sobre a qual ainda me caberá pedidos de esclarecimentos adicionais junto à Aneel.

    Um Forte Abraço,
    André
    "The man that hath no music in himself nor is not moved with concord of sweet sounds is fit for treasons, stratagems and spoils." - William Shakespare

  10. #10
    André, você está solicitando esses niveis porque?

    Abraço

    Silvio

Permissões de Envio de Mensagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •