Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
Resultados 11 a 20 de 39

Tópico: Qual o seu nível de satisfação em relação ao seu sistema?

  1. #11
    Percebo que o equipamento ainda é o centro das atenções.
    Todos amam o que têm, mas buscam algo que ainda possa ser melhorado. Isso é bom. Evoluir é preciso.

    Mas, devemos sempre lembrar que a música é o verdadeiro trabalho artístico a ser admirado. Ela deve nos transmitir emoção, independente do sistema mostrar o ruído da unha no teclado do piano ou colocar os músicos nas exatas distâncias que estariam no palco (distâncias essas que na verdade dependem do posicionamento do ouvinte).
    A sala ainda deveria ter uma importância muito maior, seguida das caixas acústicas, e tudo isso sempre sintonizado para as nossas características individuais de audição. O meu perfeito nunca será o seu perfeito.
    Até mesmo o avaliador de equipamentos, por mais referências ou metodologias que use, jamais poderá definir o que é melhor para cada um, pois sempre dependerá das suas próprias características individuais de audição.

    No final, devemos sempre lembrar que o nosso hobby deve ser prazer, e jamais frustração.

    Abordei esta questão pois recentemente conheci alguns colegas muito frustrados, achando que seus sistemas são ruins (na verdade estão bem longe de serem isso), que precisam fazer muitos upgrades, conforme lhes ensinam os avaliadores de revistas, e concentrando seus esforços em etapas do sistema pouco importantes para as mudanças que desejam. No final, não têm consciência do que realmente procuram, pois muitas vezes centralizam investimentos em direções bem distintas de suas necessidades auditivas, de suas salas que provocam forte influência no resultado geral e, normalmente, ajustam tudo antes das caixas, esquecendo que estas impõem as maiores variações de resultados de todos os componentes.

    É triste ver colegas extraindo insatisfações de seus sistemas, e não prazer.
    Uma vez perguntei o que realmente os audiófilos ouvem, se música ou equipamento.
    Óbvio que o equipamento é importante para oferecer uma experiência mais real (novamente aqui diferencio "real" do "ao vivo", que para mim são duas coisas muito diferentes), mas não devemos jamais esquecer que uma música é capaz de oferecer muita emoção quando tocada até num velho "três em um" da década de 80. Não era assim antes? Para muitos dessa geração a música era o centro das atenções, o que parece ter sido substituído hoje pelos equipamentos hi-end e seus eternos ajustes e upgrades.

    Mais uma vez, extrair um som de qualidade é desejável, mas não essencial para se apreciar uma boa música. O Hi-Fi ainda é o velho Hi-Fi de sempre, uma solução acessível para apreciarmos nossas canções favoritas. O hi-end é um extremo para quem torna uma busca pelo mais alto grau de qualidade algo prazeroso, e não uma fonte de aborrecimento e empobrecimento econômico.
    Além da competitividade, do exibicionismo e do status que norteiam os investimentos de alguns, temos a falta de informação (ou a presença de informação distorcida) tentando convencer o audiófilo que se ele não comprar aquele cabo de 10 mil dólares não estará usufruindo de toda a qualidade (emoção) que a música pode lhe oferecer.

    Fiquei realmente chateado de conhecer estes colegas decepcionados e frustrados com o hobby. Trabalho muito isso no Hi-Fi Planet, e para mim casos assim eram raras exceções que tento ajudar, mas às vezes me parece algo mais frequente do que eu imaginava.

    Esta é a minha impressão sobre uma experiência que vivi recentemente, mas vocês podem ter outras percepções sobre isso e até me ajudar a entender melhor essa situação.

    Abraços
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  2. #12
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Ver Mensagem
    Percebo que o equipamento ainda é o centro das atenções.
    Todos amam o que têm, mas buscam algo que ainda possa ser melhorado. Isso é bom. Evoluir é preciso.

    Mas, devemos sempre lembrar que a música é o verdadeiro trabalho artístico a ser admirado. Ela deve nos transmitir emoção, independente do sistema mostrar o ruído da unha no teclado do piano ou colocar os músicos nas exatas distâncias que estariam no palco (distâncias essas que na verdade dependem do posicionamento do ouvinte).
    A sala ainda deveria ter uma importância muito maior, seguida das caixas acústicas, e tudo isso sempre sintonizado para as nossas características individuais de audição. O meu perfeito nunca será o seu perfeito.
    Até mesmo o avaliador de equipamentos, por mais referências ou metodologias que use, jamais poderá definir o que é melhor para cada um, pois sempre dependerá das suas próprias características individuais de audição.

    No final, devemos sempre lembrar que o nosso hobby deve ser prazer, e jamais frustração.

    Abordei esta questão pois recentemente conheci alguns colegas muito frustrados, achando que seus sistemas são ruins (na verdade estão bem longe de serem isso), que precisam fazer muitos upgrades, conforme lhes ensinam os avaliadores de revistas, e concentrando seus esforços em etapas do sistema pouco importantes para as mudanças que desejam. No final, não têm consciência do que realmente procuram, pois muitas vezes centralizam investimentos em direções bem distintas de suas necessidades auditivas, de suas salas que provocam forte influência no resultado geral e, normalmente, ajustam tudo antes das caixas, esquecendo que estas impõem as maiores variações de resultados de todos os componentes.

    É triste ver colegas extraindo insatisfações de seus sistemas, e não prazer.
    Uma vez perguntei o que realmente os audiófilos ouvem, se música ou equipamento.
    Óbvio que o equipamento é importante para oferecer uma experiência mais real (novamente aqui diferencio "real" do "ao vivo", que para mim são duas coisas muito diferentes), mas não devemos jamais esquecer que uma música é capaz de oferecer muita emoção quando tocada até num velho "três em um" da década de 80. Não era assim antes? Para muitos dessa geração a música era o centro das atenções, o que parece ter sido substituído hoje pelos equipamentos hi-end e seus eternos ajustes e upgrades.

    Mais uma vez, extrair um som de qualidade é desejável, mas não essencial para se apreciar uma boa música. O Hi-Fi ainda é o velho Hi-Fi de sempre, uma solução acessível para apreciarmos nossas canções favoritas. O hi-end é um extremo para quem torna uma busca pelo mais alto grau de qualidade algo prazeroso, e não uma fonte de aborrecimento e empobrecimento econômico.
    Além da competitividade, do exibicionismo e do status que norteiam os investimentos de alguns, temos a falta de informação (ou a presença de informação distorcida) tentando convencer o audiófilo que se ele não comprar aquele cabo de 10 mil dólares não estará usufruindo de toda a qualidade (emoção) que a música pode lhe oferecer.

    Fiquei realmente chateado de conhecer estes colegas decepcionados e frustrados com o hobby. Trabalho muito isso no Hi-Fi Planet, e para mim casos assim eram raras exceções que tento ajudar, mas às vezes me parece algo mais frequente do que eu imaginava.

    Esta é a minha impressão sobre uma experiência que vivi recentemente, mas vocês podem ter outras percepções sobre isso e até me ajudar a entender melhor essa situação.

    Abraços
    Em atenção, subscrevo-me.

    Guto Pereira.
    Blind Test in Deaf Mind is Senseless...

  3. #13
    Membro Avatar de luiz carlos
    Data de Ingresso
    Aug 2012
    Localização
    são bernardo do campo
    Mensagens
    366
    Reconheço e dou fé.

  4. #14
    Citação Enviado originalmente por luiz carlos Ver Mensagem
    Reconheço e dou fé.
    Também assino embaixo. Às vezes a gente se esquece (ou algumas publicações querem que a gente se esqueça) de que ninguém precisa de um super-hiper-ultra hi-end para ser feliz ouvindo música.

  5. #15
    Membro Avatar de CristianoLO
    Data de Ingresso
    Oct 2013
    Localização
    Porto Alegre/RS
    Mensagens
    866
    Quer ver como não precisa de um **** sistema pra ser feliz?
    Qdo vcs andam de carro, ligam o rádio, ou preferem o ruído do trânsito?
    Se vc liga o rádio, mesmo q seja só pra escutar algo que não seja o ruído, vc é feliz, pq vc gosta de música, não do sistema que toca ela
    :)
    Não sei pq qdo as pessoas entram em casa elas ficam tristes

    Vejam o copo meio cheio, não meio vazio

  6. #16
    Boas observacoes,

    Quero somente acrescentar que estou muito satisfeito com meu sistema, sei exatamente onde e em que partes posso mexer para melhorá-lo e nao conheço ainda quem goste mais de Musica que Eu.
    Gravação, sala, caixas, equipamentos, etc. ... Tudo ótimo! E a qualidade da Musica ?

    Primeiro a qualidade musical, senão vou comprar equipamento pra QUÊ?

    Parabéns pelo tema e consideraçoes !!!

    Gilberto

  7. #17
    Membro Avatar de CristianoLO
    Data de Ingresso
    Oct 2013
    Localização
    Porto Alegre/RS
    Mensagens
    866
    Gilberto, se formos nos obrigar a escutar somente de alta qualidade de gravação, Elvis, Led Zeppelin, e outros "antigoes" deixariam de ser ouvidos

  8. #18
    Citação Enviado originalmente por CristianoLO Ver Mensagem
    Gilberto, se formos nos obrigar a escutar somente de alta qualidade de gravação, Elvis, Led Zeppelin, e outros "antigoes" deixariam de ser ouvidos
    CristianoLO,

    Ao relacionar aquela sequencia de caracteristicas eu apenas quis resumir os aspectos mais significativos no resultado tecnico. Tenho discos do Baden Powell e Lalo Schifrin que são de gravaçoes não tão boas mas que nao me impedem de curtí-los porque, a exemplo do que voce bem mencionou, Vale Mesmo é a Música!!

    Abraço

    Gilberto

  9. #19
    * Membro VIP * Avatar de Marcivs
    Data de Ingresso
    Jun 2015
    Localização
    Nova Petropolis
    Mensagens
    902
    Senhores:
    Acho realmente que o que vale é a boa musica....passei a adolescência no interior do RGS e ouvia a Radio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em AM em um velho rádio a válvulas e me deliciava com o que ouvia....fui a Porto Alegre e conheci a turma do High End de lá, e no laboratório de construção dos equipos de um dos mais sérios integrantes da turma, ele ouvia a rádio da Universidade em um radinho Mistubishi de 4 pilhas enquanto construía seus equipos, que aliás, tocavam MUITO, mesmo de acordo com os padrões HighEnd atuais....ele montou um sistema baseado nos artigos do Marshall Leach, que era articulista da revista Áudio, e certamente o projetista mais copiado no áudio SS até hoje, com amplificadores classe A....que resultado, que requinte.....ou seja, como disse o Gilberto, " Vale Mesmo é a Música", MAS se puder ser ouvida em um bom sistema, tanto melhor......anexo vídeo de meu sistema atual para apreciarem......uma bela experiência com som analógico.....tudo meio antigo, mas no entanto, satisfatório......


  10. #20
    Citação Enviado originalmente por Marcivs Ver Mensagem
    Senhores:
    Acho realmente que o que vale é a boa musica....passei a adolescência no interior do RGS e ouvia a Radio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em AM em um velho rádio a válvulas e me deliciava com o que ouvia....fui a Porto Alegre e conheci a turma do High End de lá, e no laboratório de construção dos equipos de um dos mais sérios integrantes da turma, ele ouvia a rádio da Universidade em um radinho Mistubishi de 4 pilhas emnquanto construia seus equipos, que aliás, tocavam MUITO, mesmo de acordo com os padrões HighEnd.....ele montou um sistema baseado nos artigos do Marshall Leach, que era articulista da revista Áudio, e certamente o projetista mais copiado no áudio SS até hoje, com amplificadores classe A....que resultado, que requinte.....ou seja, como disse o Gilberto, " Vale Mesmo é a Música", MAS se puder ser ouvida em um bom sistema, tanto melhor......anexo link do video de meu sistema atual para apreciarem......uma bela experiência com som analógico.....tudo meio antigo, mas no entanto, satisfatório......

    Demais!

Permissões de Envio de Mensagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •