Página 1 de 5 123 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 41

Tópico: Denon/Marantz é vendida para grupo Sound United (Polk/DefTech)

  1. #1

    Denon/Marantz é vendida para grupo Sound United (Polk/DefTech)

    Depois da venda da Harman para a Samsung, e da B&W para uma empresa do Vale do Silício, mais uma mudança envolvendo marcas tradicionais.

    A D+M Holdings, dona da Denon e da Marantz (e da marca de caixas Boston Acoustics), foi comprada pela Sound United, uma holding que controla as fabricantes de caixas Polk e Definitive Technology:

    http://www.soundunited.com/sound-uni...n-of-dm-group/

    O valor do negócio não foi divulgado. Como é costume nessas coisas, os novos donos falam em "sinergia", etc. Tomara que não mudem muito as coisas...

  2. #2
    Essas junções de empresas nunca é bom para o consumidor, porque termina a concorrência e eles vendem o que querem para você, podem escolher em qual marca vão colocar o melhor custo beneficio.

    abç,
    Lorival

  3. #3
    * Membro VIP * Avatar de Eduardo Thadeu
    Data de Ingresso
    Jan 2013
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    535
    Também torço o nariz para essas vendas, como disse o Lorival, quem perde é o consumidor. Aliás, os fabricantes estão com muita tecnologia, mas o principal que é o som, cada vez vem ficando pior, em detrimento dos mimos.

  4. #4
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Thadeu Ver Mensagem
    Aliás, os fabricantes estão com muita tecnologia, mas o principal que é o som, cada vez vem ficando pior, em detrimento dos mimos.
    Exatamente isso !!! O importante é chamar a atenção.
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  5. #5
    * Membro VIP * Avatar de Eduardo Thadeu
    Data de Ingresso
    Jan 2013
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    535
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Ver Mensagem
    Exatamente isso !!! O importante é chamar a atenção.
    Grande Eduardo, tudo bem com você?

    Por acaso, você já ouviu o integrado da Marantz Reference PM-14s1 e o PM 8005? Se sim, existe diferença significativa que justifique o dobro do preço?

    Abraços.

  6. #6
    Tudo bem, meu caro, e com você?

    Eduardo, considero a Marantz uma empresa séria, diferente de algumas que lançam modelos de séries especiais que algumas vez mudam apenas de roupagem ou acrescentam algumas perfumarias inúteis em termos de desempenho.
    A Marantz aprimora os equipamentos de suas linhas superiores, cobra mais caro, e eles apresentam sim um resultado melhor.
    Porém, se sta diferença de preço é justa ou compensa o ganho obtido, neste caso que você citou, eu já não sei informar, pois não tive estes modelos em mãos.

    A minha opinião é a seguinte: se você puder comprar o melhor (confirmando que realmente é melhor) mesmo que apertando um pouco o seu orçamento, faça-o.
    Se estiver na dúvida de investir um valor que possa te fazer falta depois, então compre um produto confiável de uma série inferior.
    Honestamente, alguns produtos não vão te provocar um prejuízo tão grande quanto outros. Amplificadores, por exemplo, não são os componentes mais críticos de um sistema, na minha opinião.
    Óbvio que você não vai colocar um amplificador CCE da década de 80 para tocar no seu sistema de alto nível, mas, dependendo do sistema, você pode conseguir resultados mais visíveis (ou audíveis ) em outros componentes, como caixas, por exemplo.

    Eu só troquei o meu integrado Creek pelos módulos Cambridge porque o Creek não teve "força" para empurrar totalmente as minhas novas caixas, que exigem muita corrente. Senão eu estaria com o meu Creek até hoje no sistema principal (hoje ele está no meu escritório e não me desfaço dele por nada), pois ainda vejo muitos poucos equipamentos tocarem tão bem como esse Creek, mesmo mais modernos e mais caros.
    Chega um momento em que o seu sistema chega num nível suficiente para atender às suas necessidades. Ir mais além muitas vezes é investir muito por tão pouco.
    Eu já vi muita gente (muita mesmo) trocar equipamentos de 2.000 dólares por outro de 20.000 e depois de algum tempo achar que não ficou satisfeito, não porque o usuário ficou mais exigente, mas porque ele não teve o ganho esperado. Ele acredita que comprar um equipamento 10x mais caro vai lhe dar um ganho de pelo menos 10%, mas ele não sabe exatamente qual é esse ganho, que muitas vezes não chega a isso, ou pior, provoca um desequilíbrio maior em seu sistema.

    Caixas acústicas, tratamento acústico e até o uso de um dispositivo de correção de frequências (que seja o equalizador... pronto! podem me xingar à vontade) podem provocar mudanças muito mais significativas, e valer a pena um investimento mais alto.

    O que eu te sugiro é avaliar as opiniões de usuários dos dois modelos lá fora. Ver alguns reviews mais confiáveis e tentar identificar se o ganho vai compensar o investimento.
    Se precisar de ajuda nisso, pode contar comigo.

    Abração
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  7. #7

  8. #8
    * Membro VIP * Avatar de Marcivs
    Data de Ingresso
    Jun 2015
    Localização
    Nova Petropolis
    Mensagens
    902
    Eu tenho um par de Caixas Definitive Technology e não imaginava que esta empresa tivesse bala na agulha pra comprar a Marantz e a Denon....surpresa!

  9. #9
    * Membro VIP * Avatar de Eduardo Thadeu
    Data de Ingresso
    Jan 2013
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    535
    Eduardo,

    estou bem (de saúde), o resto vamos levando.

    Muito obrigado pela resposta.

    Também acredito que uma acústica bem feita, até um radinho de pilha, se solta e toca bem.

    Um dia fui a uma loja dedicada e ouvi o som espetacular, apenas com caixas de embutir e não quis acreditar que o som vinha delas, mas o segredo estava na acústica feita de forma magnífica e sem erro.

    No meu caso, tenho o set na sala que é compartilhada com tudo que uma sala pode ter e não tem como ser uma sala dedicada e portanto, não faço muita coisa nesse sentido, ainda mais a patroa pode me expulsar de casa, rsrssrs.

    Irei ver os links que postou.

    Grande abraço.

  10. #10
    Eduardo,

    Sabe qual foi o grave mais real e mais perfeito que eu ouvi até hoje?
    Foi numa loja de som profissional, há uns 9 anos, caixas de marca que nunca ouvi falar (nem deve existir mais), destas que montam equipamentos para uso profissional com caixas de cantos metálicos, tinta martelada, etc...

    Eu andava na Rua Santa Efigênia em São Paulo, o centro comercial eletrônico, quando passei em frente à loja e haviam duas caixas acústicas na porta tocando alto. Eu parei impressionado com a qualidade dos graves e fiquei ali um bom tempo ouvindo. Era um som fantástico. Os médios e agudos não tinham nada demais (nem de mais ou menos... ), mas os graves eram impressionantes, com um realismo incrível. Que velocidade, graves secos e fortes.

    Devia ser a perfeita combinação de caixas, posicionamento, condições acústicas, etc. Nunca mais ouvi nada igual.

    Tem coisas que realmente surpreendem. Lembro que aquelas caixas custavam muito pouco.

    Abração
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

Permissões de Envio de Mensagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •