Página 3 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345 ÚltimoÚltimo
Resultados 21 a 30 de 49

Tópico: Além do estéreo!

  1. #21
    * Membro VIP * Avatar de Eduardo Thadeu
    Data de Ingresso
    Jan 2013
    Localização
    Rio de Janeiro
    Mensagens
    530
    Airton, o pessoal tentou te ajudar e vc está dizendo que esse mesmo pessoal se baseia em revistas. Foi isso que entendi?
    De fato, um integrado não chega aos pés de um receiver em matéria de tecnologia e mimos, por isso ele é concebido para ouvir a mais pura música no tocante a qualidade, pois se tivesse tudo em um, não faria sentido sua existência, pois sua qualidade seria limitada e fugiria do seu propósito.

  2. #22
    Citação Enviado originalmente por Airton Mathias Ver Mensagem
    Lendo as respostas- Creio que os senhores não entenderam minhas perguntas.
    Ou “percebo” que estão “doutrinados” (risos...) por revista como Stereophile e outra que evangelizam que somente amplificadores ou sistemas em dois canais estão credenciados para reproduzir Música e amplificadores de mais de dois canais apenas para assistir a Filmes. Será???
    Abs.;
    Minha doutrina são meus 39 anos "Só" de experiência no hobby. Conhecendo, ouvindo, pesquisando, testando, estudando uma diversidade de eletrônicas. Não curto revistas especializadas, geralmente e quase sempre são tendenciosas. Gosto de frequentar fóruns lá de fora e aqui no Brasil. Aqui, faço parte deste seleto clube onde tenho um tópico sobre minha sala (2ch+MCH) e tb tinha um tópico sobre meu espaço no HTF com mais de 190.000 visitas. Infelizmente, por discordar da política do moderador do fórum (Denis), resolvi pegar meu boné e sair de lá. Abçs.

  3. #23
    Eu também me senti discriminado agora com esse comentário do Airton...

    Meu caro amigo, acho que realmente ninguém entendeu o objetivo da sua pergunta. Eu respondi dentro da idéia que desenvolvi, acreditando que você estivesse discutindo receiver para vídeos.

    Não tenho nada contra o multicanal, pelo contrário, meu player está ligado nas 7 entradas analógicas do meu receiver, e gosto de ouvir alguns discos multicanais que tenho.
    Tem vantagens e desvantagens em relação ao estéreo, mas não tenho qualquer preconceito com o multicanal, ainda mais por conta de sugestões de revistas.
    Eu já vi o Andrette criticar ferozmente o áudio multicanal numa edição da revista dele e em outra oportunidade elogiar muito, dizendo que nunca tinha tido uma experiência igual.

    Se eu tomasse as revistas como referência absoluta, não seria muito feliz com o que tenho hoje, pois não concordo com muitas coisas, como por exemplo a busca frenética pelo sistema com resposta perfeitamente plana.
    Mas, isso é assunto para outro tópico.

    Desculpe a nossa ignorância...
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  4. #24
    Aliás, falando em quantidade de canais, esse último vídeo da McIntosh foi "o canal"...
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  5. #25
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Ver Mensagem
    Aliás, falando em quantidade de canais, esse último vídeo da McIntosh foi "o canal"...
    Concordo (risos...)


    Como o Eduardo postou - Realmente ainda nas mentes de vários aderentes aos hobby.

    Música em dois canais e outros para filmes- show etc... Algo não tão nobre (risos...)

    Este mito perpetuado pelos vendedores e fabricantes de equipamentos mantendo-se ainda em estado de zumbi.

    Mas mantendo o bom Humor; e graça à tecnologia dos celulares que acabou (diminui...) com a mídia física.

    A nova revolução sem fio (wifi,Bluetooth) é automação residencial são o "high-end" de consumo atual neste hobby.

    Mas para manter os mitos e as discussões no Fóruns:

    - Têm humanos que ouvem diferenças entre cabos digitais - USB e outros.

    - Temos alguém no fórum com estas habilidades? Relatos.

    Abraços,

  6. #26
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Ver Mensagem
    Eu também me senti discriminado agora com esse comentário do Airton...

    Meu caro amigo, acho que realmente ninguém entendeu o objetivo da sua pergunta. Eu respondi dentro da idéia que desenvolvi, acreditando que você estivesse discutindo receiver para vídeos.

    Não tenho nada contra o multicanal, pelo contrário, meu player está ligado nas 7 entradas analógicas do meu receiver, e gosto de ouvir alguns discos multicanais que tenho.
    Tem vantagens e desvantagens em relação ao estéreo, mas não tenho qualquer preconceito com o multicanal, ainda mais por conta de sugestões de revistas.
    Eu já vi o Andrette criticar ferozmente o áudio multicanal numa edição da revista dele e em outra oportunidade elogiar muito, dizendo que nunca tinha tido uma experiência igual.

    Se eu tomasse as revistas como referência absoluta, não seria muito feliz com o que tenho hoje, pois não concordo com muitas coisas, como por exemplo a busca frenética pelo sistema com resposta perfeitamente plana.
    Mas, isso é assunto para outro tópico.

    Desculpe a nossa ignorância...
    Onde assino

  7. #27
    Citação Enviado originalmente por Airton Mathias Ver Mensagem

    - Têm humanos que ouvem diferenças entre cabos digitais - USB e outros.

    - Temos alguém no fórum com estas habilidades? Relatos.
    Sim, fiz um teste com dois cabos e usei os seguintes critérios técnicos:

    1. Teste realizado num intervalo menor de 2 minutos entre eles para evitar influências de variação auditiva
    2. Temperatura da sala mantida precisamente em 23ºC. Isso é importante para garantir novamente as mesmas condições de teste.
    3. Os dois cabos ficaram fora dos equipamentos "em repouso" por 10 (dez) dias
    4. A sala foi totalmente isolada acusticamente para evitar interferências externas
    5. O teste foi realizado na presença de duas testemunhas que escreveram suas opiniões num papel sem que ninguém conhecesse as opiniões dos outros
    6. Os participantes do teste ficaram nesta sala por 48 minutos sem conversar, em total silêncio para "descansar" os ouvidos
    7. Os cabos foram previamente limpos e durante todo o teste manipulados com uma luva de seda antiestática para evitar qualquer contaminação
    8. Os cabos foram adquiridos em lojas comuns, nada de cabos "batizados" fornecidos por fabricantes

    Da realização dos testes:

    Os dois cabos foram soltos das mãos (usando as luvas) a uma distância precisa, medida com trena laser com menos de 0,1mm de erro, de 1,73 metros de altura.
    Todos os presentes puderam ouvir diferenças nítidas do som do cabo ao atingir o piso (previamente limpo e desinfetado).

    Conclusão:

    A simples queda de dois cabos no chão produziram sons diferentes, imaginem só o que não fazem quando ligados num equipamento...


    Pessoal, brincadeirinha... para descontrairmos um pouco nesta época do ano...
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  8. #28
    Falando sério agora...
    Eu já tive a impressão, num teste que fiz, de ter percebido diferenças no som com a utilização de cabos diferentes, mas num segundo teste já não consegui perceber.
    Na dúvida, utilizo cabos de boa qualidade, nada de cabos esotéricos caríssimos, apenas cabos bem construídos e com material de qualidade.
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  9. #29
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Thadeu Ver Mensagem
    Airton, o pessoal tentou te ajudar e vc está dizendo que esse mesmo pessoal se baseia em revistas. Foi isso que entendi?
    De fato, um integrado não chega aos pés de um receiver em matéria de tecnologia e mimos, por isso ele é concebido para ouvir a mais pura música no tocante a qualidade, pois se tivesse tudo em um, não faria sentido sua existência, pois sua qualidade seria limitada e fugiria do seu propósito.
    Eduardo, o Receiver é o que realmente podemos chamar de “integrado”, reproduz todas as suas mídias e arquivos e sua qualidade não é limitada: dependendo do custo.
    Compare o seu amplificador integrado com outro amplificador de um bom Receiver.
    Não há necessidade deste consumo de equipamentos eletrônicos discriminativos que os jornalistas apregoam para simplesmente vender a maior quantidade de equipamento.

    Feliz 2018!

  10. #30
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Ver Mensagem
    Sim, fiz um teste com dois cabos e usei os seguintes critérios técnicos:

    1. Teste realizado num intervalo menor de 2 minutos entre eles para evitar influências de variação auditiva
    2. Temperatura da sala mantida precisamente em 23ºC. Isso é importante para garantir novamente as mesmas condições de teste.
    3. Os dois cabos ficaram fora dos equipamentos "em repouso" por 10 (dez) dias
    4. A sala foi totalmente isolada acusticamente para evitar interferências externas
    5. O teste foi realizado na presença de duas testemunhas que escreveram suas opiniões num papel sem que ninguém conhecesse as opiniões dos outros
    6. Os participantes do teste ficaram nesta sala por 48 minutos sem conversar, em total silêncio para "descansar" os ouvidos
    7. Os cabos foram previamente limpos e durante todo o teste manipulados com uma luva de seda antiestática para evitar qualquer contaminação
    8. Os cabos foram adquiridos em lojas comuns, nada de cabos "batizados" fornecidos por fabricantes

    Da realização dos testes:

    Os dois cabos foram soltos das mãos (usando as luvas) a uma distância precisa, medida com trena laser com menos de 0,1mm de erro, de 1,73 metros de altura.
    Todos os presentes puderam ouvir diferenças nítidas do som do cabo ao atingir o piso (previamente limpo e desinfetado).

    Conclusão:

    A simples queda de dois cabos no chão produziram sons diferentes, imaginem só o que não fazem quando ligados num equipamento...


    Pessoal, brincadeirinha... para descontrairmos um pouco nesta época do ano...



    Eduardo, você esqueceu o ritual do “burn-in”, senão inválida a sua análise científica. (risos…)


    Como nenhum especialista em análise subjetiva de equipamento de áudio doméstico (EASEAD) ou RCEA.
    Ensina a ajustar o seu equipamento, como obter a melhor reprodução sonora doméstica.
    Sugerindo sempre a compras de novos.

    Links de um “Guru” realmente especializado na matéria – Teoria e Prática.

    Burning Amp 2017 - Siegfried Linkwitz


    http://www.linkwitzlab.com/The_Magic/The_Magic.htm

    Princeton invention delivers 3D sound from ordinary laptop speakers


    Why Are We Still Listening to Music in Two Dimensions?

    https://motherboard.vice.com/en_us/a...two-dimensions



    Para agradar o pessoal…

    Unboxing/First Look: Nordost Valhalla2 USB 2.0 Cable



    Feliz 2018!

Permissões de Envio de Mensagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •