Resultados 1 a 9 de 9

Tópico: Gravadora "Purista" - Mapleshade

  1. #1

    Gravadora "Purista" - Mapleshade

    Descobri essa gravadora que possui uma ideia interessante de gravação dos seus discos:
    basicamente eles gravam sem nenhum processamento adicional na mixagem e masterização. Não utilizam equalizadores, compressores, reverb etc.
    O que se escuta é bem próximo do que os músicos ouviram durante as gravações.
    No site dá pra escutar alguns samples e a clareza da gravação é bem impressionante.
    Obviamente que uma mixagem poderia deixar o disco "mais bonito", porém essas gravações são interessante do ponto de vista purista.


    https://shop.mapleshadestore.com/MAP...departments/3/

  2. #2
    Muito interessante.
    Eu gosto de gravações mais realistas. Realmente o "tratamento" que eles dão nas gravações podem até deixá-las mais bonitas. Acho que o ideal mesmo era ter cada faixa nos dois formatos.

    Eu comparo muito o som à uma imagem. Você pode ter uma foto muito natural de uma pessoa, mas ela pode ficar mais bonita depois de tratada num Photoshop, onde é possível tirar manchas da pele, eliminar as olheiras, reduzir poros, corrigir traços, etc.
    E aí? Qual foto vai ficar mais bonita? Se o trabalho for bem feito a foto mais bonita será sempre a tratada, mas não será a mais natural.
    Aí é uma questão de gosto.
    Mas eu achei interessante a ideia dessa gravadora. Acho que vou encomendar alguns discos.

    Qual o gosto de vocês para música? O real ou o som "tratado"?
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  3. #3
    * Membro VIP * Avatar de Nixon
    Data de Ingresso
    May 2015
    Localização
    Brasil !
    Mensagens
    207
    Me inspirei nos racks dessa empresa pra fazer o meu. http://www.mapleshadestore.com/samsonracks.php

    Prefiro o som mais real.

    https://shop.mapleshadestore.com/bTh...uctinfo/12132/



    abs.
    .

  4. #4
    Membro
    Data de Ingresso
    May 2014
    Localização
    Areia - PB
    Mensagens
    253
    Bela dica, Nixon!
    Se bobear é a primeira gravação que escuto dessa forma. Gostei bastante.
    Abraços

  5. #5
    Membro
    Data de Ingresso
    Sep 2011
    Localização
    Recife - PE
    Mensagens
    223
    Tambem prefiro assim
    Um abraço,

    Marcelo Araujo

  6. #6
    Citação Enviado originalmente por Nixon Ver Mensagem
    Me inspirei nos racks dessa empresa pra fazer o meu. http://www.mapleshadestore.com/samsonracks.php

    Prefiro o som mais real.

    https://shop.mapleshadestore.com/bTh...uctinfo/12132/


    abs.
    Eu também construía os meus racks, mas hoje não gosto mais de racks baixos.
    Você vai ficando velho e ficar abaixando para mexer em equipamentos começa a ficar complicado. Hoje deixo tudo a altura das mãos, só os amplificadores de potência ficam um pouco mais baixos porque não precisam ser mexidos nunca.
    Aliás, tenho adaptado todo a minha casa para máxima ergonomia. Acho que ando ficando preguiçoso...
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

  7. #7
    Citação Enviado originalmente por Eduardo Ver Mensagem
    Muito interessante.
    Eu gosto de gravações mais realistas. Realmente o "tratamento" que eles dão nas gravações podem até deixá-las mais bonitas. Acho que o ideal mesmo era ter cada faixa nos dois formatos.

    Eu comparo muito o som à uma imagem. Você pode ter uma foto muito natural de uma pessoa, mas ela pode ficar mais bonita depois de tratada num Photoshop, onde é possível tirar manchas da pele, eliminar as olheiras, reduzir poros, corrigir traços, etc.
    E aí? Qual foto vai ficar mais bonita? Se o trabalho for bem feito a foto mais bonita será sempre a tratada, mas não será a mais natural.
    Aí é uma questão de gosto.
    Mas eu achei interessante a ideia dessa gravadora. Acho que vou encomendar alguns discos.

    Qual o gosto de vocês para música? O real ou o som "tratado"?
    Eu acho que depende muito do tipo de música, gravação, estilo etc.

    Acho que esse tipo de tratamento purista só faz sentido em músicas que foram gravadas no formato ao vivo, ou seja, todos músicos tocando juntos, na mesma sala do estúdio.

    É bem comum o processo chamado overdub durante gravação de uma música, onde os instrumentos são gravados em momentos diferentes, com o músico escutando os outros músicos com fones de ouvido, às vezes até em diferentes estúdios. E depois o engenheiro de som junta as faixas gravadas. Nesse tipo de gravação, é necessário o tratamento, nem que seja para acrescentar um reverb e fazer parecer que todos os instrumentos estão tocando no mesmo lugar.

    Essa gravação purista, como da mapleshade, faz sentido quando todos estão tocando juntos. Hoje em dia, com exceção de música instrumental (jazz, erudita etc), a maioria das gravações não ocorrem dessa maneira.

    Outro ponto importante é o estilo da música. O tratamento pós-gravação pode ser uma fase da gravação extremamente criativa. Por exemplo os discos do Pink Floyd, que após gravados os instrumentos, voz etc., os próprios músicos e técnicos de som recriavam os sons gravados com efeitos como delay, reverbs, mudanças de pan (estéreo), acrescentavam outros sons, diálogos etc. É absolutamente impossível imaginar um disco como Dark Side of The Moon sem a pós-produção.

    Outro aspecto importante é que em muitos casos, a mixagem ou masterização serve simplesmente para "limpar" algum problema da gravação, principalmente sobras de alguma frequência, desequilíbrio de volumes de instrumentos etc. E nesse caso, não é necessariamente um tornar mais bonito, mas simplesmente transformar algum problema da gravação em algo mais agradável de se escutar.

    Enfim, acho a ideia da gravação purista interessante, mas creio que funcione somente em alguns casos e mais até como uma curiosidade do que como algo a ser perseguido em todas as gravações que iremos escutar. Não dá pra menosprezar o trabalho de alguns técnicos de som incríveis que, se não fosse o trabalho deles, muitas músicas nunca teriam alcançado sucesso algum ou mesmo teriam se transformado nas músicas que gostamos tanto. Alguns desses técnicos são parte integrante de um grupo e conseguem acrescentar sua marca e concepção estética-musical quase como um dos músicos.

  8. #8
    Eu tenho alguns titulos da Mapleshade, gravação show de bola com muita ambiência.

    Abs

  9. #9
    Citação Enviado originalmente por danielbeim Ver Mensagem
    Eu acho que depende muito do tipo de música, gravação, estilo etc.

    Acho que esse tipo de tratamento purista só faz sentido em músicas que foram gravadas no formato ao vivo, ou seja, todos músicos tocando juntos, na mesma sala do estúdio.

    É bem comum o processo chamado overdub ......
    Uma abordagem bem interessante.
    Eduardo

    ____________________________________________

    Audiofilia: Retroceder Nunca, Render-se Jamais

    www.hifiplanet.com.br

Permissões de Envio de Mensagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •